2G, 3G, 4G, Wi-Fi ou cabo? Entenda as diferenças e benefícios de cada tipo de conexão internet.


Um dos piores cenários possíveis no seu ponto de venda é o cliente tentar fazer um pagamento, e a internet impedir a conclusão da compra! Ainda mais quando falamos de compras não assistidas, uma conexão internet estável é imprescindível para dar ao cliente uma experiência de compra positiva.


Com os novos meios de pagamento, como o PIX e os aplicativos de QRcode, a estabilidade da internet no ponto de venda ficou ainda mais importante, esses tipos de pagamento exigem comunicação direta com os servidores de bancos e empresas, o que requer conectividade constante.


Somos todos dependentes da boa conectividade, é sobre isso que vamos conversar hoje! Vem comigo para conhecer os principais tipos de serviço de internet e também como distribuir a conexão no seu ponto de venda.

Atualmente a internet pode chegar na sua casa ou loja de três formas:

  • Par metálico (mais comuns entre as operadoras de telefonia, o famigerado cabo de telefone);

  • Cabo coaxial (esse já está, assim como o par metálico, saindo de "moda" e é o cabo que chega junto com os aparelhos de TV por assinatura);

  • e a fibra, que é o meio mais moderno e que proporciona maior velocidade para quem precisa de alta performance para acessar internet.

Esses são os meios para fazer a internet chegar até o seu PDV. Mas ainda é necessário conectar os aparelhos na rede e para isso temos os meios para distribuir a internet dentro da sua casa ou negócio.

LAN

A internet pode chegar nos seus aparelhos por meio de cabo de rede, o cabo LAN, aquele que na maioria das vezes é um cabo azul. É o meio de conexão que proporciona maior estabilidade entre seu modem e o equipamento que está utilizando a internet.


Os pontos fracos da conexão via LAN estão na instalação. Esse tipo de conexão demanda a passagem do cabo pelas tubulações internas das paredes ou por estruturas montadas por fora, além de ter um limite de até 100 metros utilizando o cabo CAT5, ou 300 metros utilizando o cabo CAT6, porém esse cabo tem custa de 10 a 20% a mais que o primeiro. Ou seja, se o seu local não permite a passagem de cabos ou fica muito distante do modem, você pode ter problemas com estabilidade de conexão.


WI-FI

O segundo meio de conexão, e talvez, o mais utilizado atualmente é o Wi-Fi, que é a conexão sem fio. Nesse tipo de conexão a velocidade pode ser alta devido as conexões mais modernas de 5GHz (não, não é o 5G de telefonia celular, essa é a frequência de transmissão do sinal, mas vamos falar sobre o 5G depois).


Porém quanto maior for a distância entre o seu modem ou roteador WiFi, e o seu aparelho, menor vai ser a qualidade do sinal. E quanto menos sinal, menos velocidade e estabilidade.

Internet via 4G

O 4G é o tipo de conexão de telefonia celular mais comum e utilizada atualmente. Principalmente quando falamos de cidades mais populosas. Ela fornece ótimas velocidades, principalmente nos casos de conectividade para dispositivos móveis (celulares, tablets, gps) ou para dispositivos que demandam conexão com menos frequência, como terminais bancários, câmeras de monitoramento, entre outros.

Vale reforçar que o 5G deve entrar em ação ainda neste ano, a partir de julho, segundo a Anatel. Esse serviço vai proporcionar ainda mais velocidade de conexão, mas como ainda "não existe" por aqui, vamos deixar ele de lado. E finalmente chegamos aonde queremos: O 3G. Esse velho conhecido nosso, chegou no Brasil no começo dos anos 2000 e foi responsável pela massiva expansão da telecomunicação por aqui e no resto do mundo. Graças ao 3G começamos a experimentar a era dos smartphones e da conectividade constante. Mas como toda boa história, o 3G deve chegar ao fim. A demanda das operadoras por este serviço tem sido cada vez menor e o investimento para manter a rede funcionando é alto. Obviamente as operadoras não têm interesse em manter um serviço que não proporciona lucro e além disso o investimento deles está focado no 4G e no futuro 5G. As tecnologias para utilização do 3G também se tornaram obsoletas. O 3G é um serviço que não proporciona velocidade suficiente e nem estabilidade confiável se comparado com o 4G. Com o eminente fim do 3G, aparelhos mais antigos, que não suportam tecnologias como 4G, estão sendo colocados de lado pelos fabricantes. Principalmente quando falamos de acessórios, como modens 3G.


Essa tendência já é realidade nos Estados Unidos, por exemplo, onde a operadora T-mobile desligou completamente a rede 3G no dia 31 de março. No Brasil a situação não é diferente, a TIM já anunciou que pretende desativar as redes mais antigas para focar na expansão do 4G.

O fim do 3G marca uma era, que foi a da internet na sua mão. O 4G consolidou o acesso a dados em qualquer lugar do planeta por meio de um smartphone. O 5G deve chegar para acabar com os cabos (pelo menos, é uma das promessas).


Ainda há muita incerteza quanto ao futuro da conexão internet, mas também é importante pensar no agora. Ter uma conexão estável no seu ponto de venda é muito importante, e pensando nisso preparamos um Webinar incrível, com nosso Diretor Operacional, João Franqueto, para te mostrar como a VMtecnologia pode te ajudar a resolver seus problemas de conexão no PDV.


23 visualizações0 comentário