top of page

#TechGirlsVM: As mulheres por trás da empresa líder em autoatendimento no país

Atualizado: 4 de dez. de 2023




Nesse mês, comemoramos o Dia Internacional da Mulher, e é claro que, como uma redatora formada em jornalismo em uma empresa de tecnologia, eu não poderia deixar de abordar um tema tão importante, o qual é o ingresso de mais mulheres nesse mercado.


Particularmente, adoro fazer parte desse ambiente. Sempre utilizei as soluções VM em shoppings, mercados, aeroportos e em muitos outros lugares, mas nunca achei que faria parte do ecossistema tech.


Aqui é um local onde devemos e podemos propor inovação, que cresce em um ritmo muito acelerado, gerando muitas oportunidades de aprendizado.

Na VM incentivamos a discussão sobre desenvolvimento pessoal das nossas colaboradoras, mas sabemos que essa ainda não é uma realidade difundida no país.


Como demonstra o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED): nós, mulheres, representamos somente 20% dos profissionais no setor.

As principais razões para a inserção da mulher na tecnologia a passos lentos, segundo uma pesquisa realizada pela Women in Technology, são:


  • Falta de inscrições por parte das mulheres (38%);

  • Falta de oportunidades para as mulheres (37%);

  • Escassez de talentos femininos com o conhecimento exigido (25%);

  • Falta de experiência necessária para ocupar o cargo (17%).


Por isso a importância em falar sobre esse tema, e o trabalho que diversos coletivos a níveis nacionais tem realizado, engajados em promover conhecimento direcionado a capacitação feminina.


Um exemplo é a WoMakersCode, a maior organização da América Latina, fundada em 2015. Parceira oficial da ONU no Brasil, o objetivo do grupo é conectar mulheres que querem fazer a diferença na tecnologia e inovação.


Isso é feito por meio de mais de 700 atividades entre cursos, palestras, mentorias técnicas e carreira, impactado mais de 250 mil mulheres. Inclusive, no site você confere o calendário de eventos do setor.


Bom, dito isso, achamos que seria incrível ouvir as mulheres responsáveis por mudar não apenas o setor de autoatendimento no país, mas também o de mulheres na tecnologia.


Por isso preparamos um minidocumentário!


As mulheres que transformam o autoatendimento no país


Convidamos as mulheres que atuam nos bastidores da VMtecnologia e uma empresária cliente da VM, proprietária de uma rede de Micro Markets em Curitiba.


É claro que não vou te dar nenhum spoiler.


Só o que eu posso te dizer é que está muito bacana, e as meninas compartilharam os desafios, opiniões sobre o tema e algumas dicas se você quer ingressar na tecnologia.


Então pega sua pipoca e se acomode.







Venha ser uma #TechGirlVM



Quero te lembrar que é possível tanto ser uma profissional de tecnologia em todas as áreas, do marketing (como é o meu caso), até mesmo desenvolvimento e engenharia.


O que nós temos em comum? Amamos tecnologia.


Independente do processo seletivo você participar, será bem-vinda em nossa equipe!



Confira nossos benefícios e faça parte do time de feras do autoatendimento.



Comments


bottom of page